Liga Norte da Itália promete corrigir "erro" de adoção do euro

Por Isla Binnie
Líder da Liga Norte, Matteo Salvini, chega para comício em Catania 02/11/2017 REUTERS/Antonio Parrinello

Por Isla Binnie

ROMA (Reuters) - O partido italiano de direita Liga Norte repudiou nesta quarta-feira as insinuações de que descartou sua oposição ao euro e renovou sua promessa de retificar o "erro" da moeda única.

A hostilidade crescente ao euro na Itália é um tema de destaque na campanha para a eleição nacional de março, e a perspectiva de partidos anti-establishment tentarem desligar o país da moeda única vem abalando os mercados financeiros.

    Uma coalizão que inclui a Liga Norte e a Força Itália do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi parece a caminho de conquistar a maioria dos votos em março, mas é improvável que algum grupo obtenha uma maioria parlamentar clara.

    O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, um membro da Força Itália, disse nesta semana que a Liga Norte "pareceu ter abandonado a ideia de uma saída hipotética e impraticável do euro" – mas o líder da Liga Norte, Matteo Salvini, reagiu nesta quarta-feira.

    "Interpretações livres de meu pensamento me fazem rir", disse ele ao jornal La Repubblica. "Continuo convencido... de que o euro nestas condições foi um erro. Que consertaremos".

    Aliada da Frente Nacional francesa no Parlamento Europeu, a Liga Norte culpa o euro pelo crescimento da pobreza no bloco, dizendo que ela só favorece a potência econômica Alemanha.

By using Yahoo you agree that Yahoo and partners may use Cookies for personalisation and other purposes