Policial britânico intoxicado por agente nervoso voltou a falar, diz ministra

Policiais são vistos em frente a tenda forense em área isolada no centro de Salisbury, no Reino Unido 07/03/2018 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - Um policial britânico que foi intoxicado por um agente nervoso usado em um ataque contra um ex-espião russo agora é capaz de falar, embora seu estado continue grave, disse a ministra do Interior do Reino Unido, Amber Rudd, nesta quinta-feira.

O ex-agente duplo Sergei Skripal, de 66 anos, e sua filha Yulia, de 33 anos, foram encontrados inconscientes no domingo em um banco na cidade inglesa de Salisbury e estão hospitalizados em estado grave desde então. Um policial não identificado que estava no local também foi hospitalizado.

"Eu ouvi nesta manhã do chefe da polícia de combate ao terrorismo que ele (o policial) está ao menos interagindo, conversando com pessoas, mas isso não quer dizer que a sua situação não seja séria", disse Rudd em entrevista à rádio BBC.

(Reportagem de Estelle Shirbon)